sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

Eu estava na minha casa e decidi parar na frente do espelho para a tal enfrentação acontecer.
Olhei e falei "Vamos ser diretas e objetivas, o que está acontecendo?" É, é realmente isso. O que está acontecendo? Eu estou indagada com essa situação pela qual me encontro, olha minha Senhora eu não sei quem eu sou, a cada dia que vivo algo a mais tenho aprendido e preciso parar de fazer uma bagunça com meus sentimentos, está tudo espalhado dentro de mim. Como farei isso?
Poderiamos nos abrir e colocar cada qual na sua prateleira certa, mais não é uma questão de material e sim espiritual, então como farei tal processo? Estou em plena juventude e posso até crer que sim, esse processo é necessário para nos descobrirmos. Mas não é apenas isso que consiste, dores entram nessa dança. Eu não sei se posso me julgar tão submersa a essa singularidade já que encontro muitas unanimidades pelas ruas. O que você precisa entender minha Senhora é que eu sou jovem, porém minha alma é antiga e eu sinto a veracidade dessa realidade em mim, em meu próprio espírito, em meus próprios inúmeros pensamentos estranhos.
Então não sei se você teria o remédio certo para mim.

25 comentários:

Cilla Adriana disse...

É realmente complicado... Existe aquela coisa de "Uma pessoa jovem no corpo de uma senhora, e uma senhora no corpo de uma jovem", né? Mas olha, isso é completamente normal. Eu mesma já tive vergonha de me olhar no espelho por sandices que eu estava cometendo, uma atrás da outra... Mas não se culpe tanto por isso, viu, bonita? São coisas, como vc disse, necessárias para o nosso amadurecimento.

Bjs

Ana B. disse...

Parabéns pelo texto. Acho que todos nós um dia - e esses dias as vezes vêm com frequência; passamos por isso e por tantas coisas, mas são todos ciclos, certo? Abraços.

Karla Hack dos Santos disse...

Me fez pensar na passagem de um filme... Antes do Amanhecer.
Acho que vc vai gostar!


belo post!


;D

Johnny Sinner disse...

Gostei realmente do blog, não estou com muito tempo para ler as outras postagens, mas em breve voltarei...

Seguindo...
Siga também:
http://clicheparadoxal.blogspot.com

pisovelho.com.br disse...

Primeiro de tudo... você é linda. (tinha que elogiar) :)

É nessa fase da vida mesmo que definimos quem somos, não nosso pensamento, pois pensamentos mudam durante toda nossa caminhada...

E para melhor enfrentar isso é não se preocupar muito no que for enfrentar... apenas respeite a si mesmo.

Italo Frost disse...

Nooossaaa, perfeito e bem complicado claro...nao sei, ja vi muitas pessoas se sentindo assim, sentimentos são absolutamente comlicados de lidar...

Ótimo blog!

Pobre esponja disse...

Belo texto.
Vc manda muito.

bj
Pobre Esponja

Valdir Luciano disse...

Muito bom Bruna. Você descreve bem a sua vida. Parabéns e continue postando. Sua vida é uma aventura! E acho que toda nossa vida é uma.

Parabéns!

http://confissoesdeumescritor.blogspot.com/

Pedro disse...

O corpo não mostra o que há na mente. Pensei nisso.
Adorei, muito bom!
Parabéns!

Pseudo Universo disse...

Na medida em que é complicado se torna simples, puro realismo de forma glamourizada.

Patrícia Bross disse...

Acho que todo mundo já passou por uma situação parecida com essa, A verdade é quer tem remédio sim, não é o mesmo para todos, mas um que serve bastante é o tempo.
Obrigadinha pela visita. Estou te seguindo

www.patriciabross.blogspot.com

Patrícia Bross disse...

Acho que todo mundo já passou por uma situação parecida com essa, A verdade é quer tem remédio sim, não é o mesmo para todos, mas um que serve bastante é o tempo.
Obrigadinha pela visita. Estou te seguindo

www.patriciabross.blogspot.com

Débora disse...

Esse "confronto" com o espelho às vezes é necessário.
São as conflitos da vida, queremos o rem´´edio e ele está dentro de nós!
Adorei! Bom fim de semana!

http://avessocotidiano.blogspot.com/

Karol Ribeiro disse...

Obrigado pela visita fofa!

beijo beijo
http://lookurinhas.blogspot.com

Beijo Beijo

Bruno disse...

Complexo esse momento. MAs acho que a forma da nossa alma, nosso eu ou seja lá o nome que se dá, não é de uma estrutura, de uma linearidade, de modo que isso me parece uma grande ilusão. Somos fragmentos, que se juntam, ora se separam. O importante é expandir a potência para sermos mais, para nos outrarmos. Isso é um processo sem fim, depende mais de estarmos fechados ou abertos. E nesse processo, há dores e alegrias, depende da foto.

www.costabbade.blogspot.com

Karol Ribeiro disse...

Amei e brigado pela visita fofa!

http://lookurinhas.blogspot.com/

Gregório disse...

Parar diante de um espelho e se questionar é uma das coisas mais importantes e mais dificeis da vida de qualquer pessoa. Algumas passam por isso uma vez e saem certas do que são e do que querem. Outras passam por isso varias vezes e cada vez encontra alguem diferente do outro lado. Eu já passei por isso duas vezes. Ambas em épocas de crise. Em ambas eu sai completamente diferente. Se você realmente está se propondo a fazer isso, lembre-se de que você pode encontrar algo completamente diferente do que você imaginava.

http://sonhadordesperto.blogspot.com/ Mais um sonho no sonhador desperto!!!

Ivone Cordeiro disse...

Minha velha jovem filha! Te amo

DE TUDO UM POUCO, MINHA OPINIÃO disse...

A idade não se representa somente pela materia fisica, mais sobretudo sobre o nosso estado de consciencia. Quantos jovens são teão velhos nos seus pensamentos e atitudes. E quantas pessoas mais velhas tem uma mente super jovem, representada por suas atitudes. Tenha um otimo final de semana.

DE TUDO UM POUCO, MINHA OPINIÃO disse...

Tem um selo lá no blog para você. É motivo de grande alegria para mim poder conceder essa honraria a o seu blog. Otimo domingo!

Lost Sonic disse...

Bom texto

priscilinha13b disse...

isso é o amadurecimento^^

David goulart nunes disse...

Ja estou te seguindo !

michelly disse...

Oie!!
Se a vida fosse simples não teria muita graça, o importante na vida são
as quedas, porque é com elas que aprendemos a levantar, os obstáculos porque é passando por eles que aprendemos que o impossível é algo que podemos tocar, as tristezas porque através delas é que aprendemos a dar valor ao que realmente importa.
Isso é viver, com coisas boas e ruins, só depende de você quer viver a vida intensamente mesmo com
os problemas que a acompanham ou ver simplesmente a vida passar.

bjus no coração!!!

http://michellyraphael.blogspot.com/

Karla Hack dos Santos disse...

Tem selo para vc em meu blog!
http://nascidaemversos.blogspot.com/2011/02/selos_19.html
;D