segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Time

As vezes acho injusto demais da conta os momentos: Se passam tão rápido e nunca damos o devido valor na hora em que estamos vivendo, então quando recordamos pensamos: "Como eu sinto saudades, ou queria viver isso novamente". É muito estranho porque isso ocorre todo o tempo, todos os dias, cada segundo, minuto é um momento e disperdiçamos como vento que sopra, eu disperdiço! E incontáveis momentos já se passaram e não voltaram mais, nunca mais. Nunca é uma palavra muito forte. E esses lenços de sentimentos que me cobrem, é como ouvir uma música que te faz lembrar de memórias que estão bem no seu íntimo, profundo.
E quando eramos crianças era só sair o sol lá fora que estava tudo bem. Mas está bem, nós temos a escolha e a vida esperando por nós, a qualquer momento, quando você estiver pronto, mas ela esteve aqui o tempo todo, gerações por gerações, muitas vidas, muitos mundos em um só. Essa diversidade é um encanto, um mistério, incrível de se conhecer!
Mas deixa, deixa o vento balançar o meu cabelo, deixa eu abstrair, deixa, deixa toda essa gravidade que me faz estar.

3 comentários:

Guru do Metal disse...

muito bonito esse texto, foi ficando melhor nas partes finais, o que o deixou mais interessante

http://rocknrollpost.blogspot.com/

Italo Frost disse...

Verdae Bruna e como o tempo passa, depende de nós mesmo fazermos a maneira como ele passa, se sensacional, se não ter valido a pena, espero que neste ano o seu passe e valha a pena! Feliz 2012...

Se puder seguir meu blog, estou seguindo vc:

http://hommesfrost.blogspot.com/

Beijaoo

Aline Emerick disse...

O tempo esta passando e nem estamos vendo, mas temos que curtir mesmo, se não vamos olhar pra tras e dizer que não vimos a nossa vida passar.

http://thelovelily.blogspot.com/